sexta-feira, maio 11, 2007

Modernismo Brasileiro

O começo do século XX no Brasil foi marcado por fatos que mudaram sua história: o início da produção industria e a vinda de imigrantes de diversos países, por exemplo.
Como conseqüência o país assistiu a um expressivo crescimento econômico e a grandes transformações sociais, resultantes do convívio com diferentes culturas.

A Arte Moderna surge primeira na literatura com autores como Oswald de Andrade, Mário de Andrade e Menotti dell Picchia (entre outros)

Lasar Segall


Foi ele que, antes do Movimento Modernista de “22”, proporcionou ao Brasil o primeiro contato com a arte européia mais inovadora.
Segall nasceu na Lituânia e estudou pintura na Alemanha e nos Países Baixos. Veio para o Brasil em 1913, ano de sua primeira exposição no nosso país - a primeira com características expressionistas que já tinhamos recebido.
A partir de 1924 suas pinturas assumem aspectos mais próximos da realidade brasileira.

www.museusegall.org.br

Vilma e eu (1910)

Interior de pobres (1921)

Menino com lagartixas (1924)

13 comentários:

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Professora, tem que saber detalhes de todos os artistas como Lasar Segall e Tarsila do Amaral né.. Mas tem que prestar atenção nos artistas "secundários" também, como o Goeldi por exemplo???

Taciana disse...

É bom sim, mas o mais importante é conseguir encontrar as características modernas nas obras. Não vou cobrar, por exemplo, que vocês digam de quem é a obra.

Anônimo disse...

Como assim caracteristicas modernas?? As cores fortes e as linhas indefinidas por exemplo??

Taciana disse...

Exatamente... Conseguir perceber que a obra é moderna já é um bom começo! Se der pra perceber as influências também é bom.

Anônimo disse...

Como assim influencias?

Taciana disse...

Por exemplo: tem obras do Segall que tem clara influência cubista... outras são mais pro expressionismo. Entendeu??

A Anita, por ex, tem muita influência fauvista... Já a Tarsila tem influências variadas... Em algumas obras podemos perceber mais cubismo, em outras mais fauvismo, e em outras até surrealismo.

Anônimo disse...

psora....
a caracteristica do cubismo são figuras com formas geometricas, a do fauvismo é uso exagerado de cores, a do expressionismo emoção... certo? Mas quais sãos as características do surrealismo??

Taciana disse...

Então, basicamente vc está correto(a) sobre cubismo, fauvismo e expressionismo. Sobre o surrealismo, é um movimento ligado ao mundo dos sonhos, trazendo, portanto, imagens oníricas. Alguns artistas (como Salvador Dalí, por exemplo) mantém a figuração (e incluise abusam da técnica acadêmica pra deixar as imagens ainda mais perturbadoras!). Deve ter algum post aqui no blog sobre surrealismo.

Taciana disse...

Então, basicamente vc está correto(a) sobre cubismo, fauvismo e expressionismo. Sobre o surrealismo, é um movimento ligado ao mundo dos sonhos, trazendo, portanto, imagens oníricas. Alguns artistas (como Salvador Dalí, por exemplo) mantém a figuração (e incluise abusam da técnica acadêmica pra deixar as imagens ainda mais perturbadoras!). Deve ter algum post aqui no blog sobre surrealismo.

Alexsander Grem disse...

Olá meu nome é Alexsander Grem e estou utilizando seu incrivel material para divulgar um pouco da arte atravez do facebook. Estou colocando a fonte e parabenizando a pagina. O nome da minha pagina é The Sc1entist e fala sobre algumas ciencias e arte.
Espero que seja de agrado, caso possivel, verificar um pouco do meu ocnteudo no facebook.

Obrigado e meus parabens pelo conteudo.

Anônimo disse...

Professora, estou confuso. Quem realmente introduziu o expressionismo brasileiro? Anita Malfatti ou Lasar Segall?

Taciana disse...

Lasar Segall fez a primeira exposição de arte expressionista aqui no Brasil, mas ele não era brasileiro, era lituano. Foi ele quem mostrou aos brasileiros, pela primeira vez, a arte moderna. Anita Malfatti foi a primeira brasileira a fazer uma exposição de arte moderna... Os dois são importantes... mas quem introduziu o modernismo aqui, foi Segall. Ok!