domingo, setembro 30, 2007

O ARENA

O Teatro de Arena de São Paulo


por Sábato Magaldi




A principal característica do Teatro de Arena, fundado em São Paulo em 1953, tendo à frente José Renato - egresso, como outros, da Escola de Arte Dramática -, foi a de nacionalizar o palco brasileiro, a partir da estréia de Eles Não Usam Black-tie, de Gianfrancesco Guarnieri, em 1958.

No início, o grupo, que foi o primeiro na América do Sul a utilizar a cena circular envolvida pelo público, visava sobretudo à economia do espetáculo, adotando as mesmas premissas estéticas do Teatro Brasileiro de Comédia, com o ecletismo de repertório. Sem a necessidade de cenários, atuando em locais improvisados, o grupo podia abolir muitas despesas.

Mesmo assim, tendo inaugurado em 1955 a sala da rua Theodoro Bayma, o Arena, em difícil situação financeira, preferiu fechar as portas com uma peça de um de seus atores, originário do Teatro Paulista do Estudante, ao qual se uniu para formar-se o Elenco Estável: Gianfrancesco Guarnieri. Black-tie não só se constituiu um grande sucesso de mais de um ano em cartaz, como iniciou a linha de prestígio da dramaturgia brasileira, continuada por Chapetuba Futebol Clube, de Oduvaldo Vianna Filho, Revolução na América do Sul, de Augusto Boal, e outros textos, aprovados no Seminário de Dramaturgia que ali se criou.

O Arena, com a colaboração de Augusto Boal, conhecedor das experiências do Actors'Studio, nos Estados Unidos, empenhou-se também na procura de um estilo brasileiro de encenação e de desempenho. A seguir, promoveu a nacionalização dos clássicos. Veio depois a fase dos musicais, expressa por Arena Conta Zumbi e Arena Conta Tiradentes, de Guarnieri e Boal. Com o Sistema Curinga, aí adotado, abrasileirou-se o teatro épico de Brecht.

A repressão violenta da ditadura, principalmente com o Ato Institucional nº 5, de 1968, ainda permitiu a Augusto Boal fazer a experiência do Teatro Jornal, primeiro passo de seu Teatro do Oprimido, que se desenvolveu no exterior nas formas do Teatro Invisível e do Teatro-Foro. Mas seu exílio, em 1971, já afastados outros valores do grupo, interrompeu a grande trajetória do Teatro de Arena.

3 comentários:

~Yghor (Valinhos Sala 05) :* disse...

Profs !!! ...

Que bom esse site... Pela primeira vez estou entrando nele ...

Nossa, ta me ajudando muito , pq é meio q um resumão de tudo q aprendemos !!

Poxa, acho q tem q continuar sim com o site, e cada vez mais nos ajudando a " entender " o verdadeiro sentido da História da Arte, que até entao pra mim era inútil ...

Com vc, consegui aprender a gostar dessa matéria, e espero q cada vez mais ela venha me surpreender com essa amplitude de coisas magicas e magnificas criadas por grandes artistas ...


Ah esse isso aí profs..

Valeu mesmo pelo site ae ..
Serei um frequentador assíduo nele , e espero atualizações ..


hehehehehe


Um Beijo Profs, té quarta ;DD

:***

kabraga disse...

Taci!
Não tive a sorte de ser tua aluna, mas qro dizer que a aula que vc me deu eu não vou esquecer fácil!

Mas deixa eu continuar a ler direitinho pq tô aprendendo muito!

Amo vc, beijos!

Amanda 60 disse...

PrÔ!!
Minhhaa vóo que é uma amante de arte, e música, é do tempo de "Eles não usam Black Tie..."... ela ficou me contando como foi isso para a época e etc...!
Noossa...acheeii um maaaximoo..de verdadee!!
Tudo beem...que não tem nada com a matéria..mas achei legal cometar..né?!?
Beeeiiiijoo!!